Conheça as consequências de engordar tanto!

Engordar, fica acima do peso, é um verdadeiro desastre na vida da maioria das mulheres. Perdemos a leveza dos movimentos, qualquer escada vai se tornando uma escalada pro Everest, as roupas não cabem mais e a autoestima começa a ficar comprometida.

São muitos efeitos sociais e emocionais para quem se vê ganhando peso e vivendo restrições que não tinha. E muitas vezes com dificuldades para voltar ao peso ideal, mesmo com as tentativas clássicas – uma alimentação saudável, praticar exercícios e ter uma noite de sono reparador.

E a obesidade já é uma preocupação de uma boa parcela da população brasileira: de 2006 a 2016 a população de indivíduos obesos cresceu quase 70%!

E quando nos deparamos com as consequências da obesidade para a nossa saúde e bem estar, a preocupação deve ser tornar ainda maior! Conheça as consequências de engordar tanto e comece hoje mesmo a viver com saúde para evitar a obesidade.

Mas como podemos evitar a obesidade?

Essa receita não mudou ao longo dos anos, e nem precisa: são as atitudes que nosso corpo e nossa mente precisam para manter-se no peso ideal e permitirem uma vida com qualidade.

Alimentar-se de forma saudável

Não é preciso uma dieta restritiva para emagrecer ou manter o peso. O mais importante é ingerirmos o que é saudável e em quantidades adequadas.

O que consumir?

Carnes magras, peixes com ômega 3, frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões, oleaginosas, sucos e chás naturais e bastante água são os melhores exemplos.

O que não consumir?

Manter distância de carnes gordas, alimentos feitos com farinhas e arroz refinados, sucos e alimentos industrializados, além de bebidas alcoólicas, refrigerantes de todos os tipos, frituras, salgadinhos e embutidos.

Praticar exercícios

Estudos mostram que 30 minutos diários de atividade moderada já ajudam a manter o peso – com uma dieta balanceada – e evitar uma série de distúrbios. E se você começar, em pouco tempo vai querer aumentar o tempo e isso será melhor ainda!

Ter um sono com qualidade

Durante o sono, quando de má qualidade, hormônios responsáveis pelo ganho de peso atuam com mais força – por isso não é mito que podemos engordar dormindo.

Mas também é importante ter bons hábitos antes do sono – tempo da última refeição, evitar atividades na cama (exceto o bem abençoado sexo, é claro) e manter uma rotina de horário e quantidade de horas.

Crie hábitos saudáveis

  • Comer devagar para que o cérebro atue na saciedade corretamente;
  • Não comer distraído e nem na cama ou sofá. Crie um ritual que envolva algum esforço – desfazer a mesa, levar a louça para a cozinha;
  • Comer a cada 4 horas – 3 refeições principais e pequenos alimentos nos intervalos.

Quais as consequências de engordarmos tanto?

Doenças cardíacas

Engordar significa não processar e expelir tudo que comemos. E as artérias é um lugar onde partículas de gordura vão se depositando, gerando um espessamento que dificulta a circulação sanguínea.

O resultado é o aumento da pressão, pois o coração precisa funcionar com menos sangue que chega até ele. E com isso, e até independente disso, surgem doenças cardiovasculares, como a arteriosclerose, e cardíacas, resultantes do esforço maior que o coração faz para bombear sangue para um corpo maior do que o normal.

Diabetes tipo 2

O acúmulo de gorduras e açucares atua diretamente na capacidade do organismo de usar a insulina para controlar os níveis de açúcar e levar para as células.

Problemas ortopédicos

Quem engorda normalmente não está fazendo uma atividade física, o que já aumenta o risco de ter problemas nos membros inferiores, articulares, quadris e coluna para suportar o peso até ideal. Com a obesidade, os problemas se agravam e aumentam não só os riscos de ter as doenças, mas em níveis mais graves.

Celulite e Estrias

Com o ganho de peso, nossa pele tende a esticar cada vez mais para acomodar o novo corpo, e como a alimentação estará carente de colágeno e elastina, os riscos de ter estrias aumentam bastante.

Trombose e varizes

O mau bombeamento do sangue para o corpo compromete o sistema vascular em vários pontos, em especial nas pernas.

Disfunção erétil

Sim, vamos cuidar dos nossos amigos! É sempre bom avisar: excesso de peso aumenta em 40% as chances de adquirir a disfunção erétil, por conta da circulação sanguínea prejudicada na região!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *