Títulos de Capitalização: vale a pena investir?

Hoje em dia temos uma diversidade grande de produtos financeiros para investir e que são acessíveis a todo tipo de contribuição.

Um deles, bastante conhecido no Brasil, são os Títulos de Capitalização, oferecido por bancos e financeiras, e que se popularizam cada vez mais, pela simplicidade de contratação e de uso.

Mas será que vale a pena investir em Títulos de Capitalização? Vamos falar um pouco sobre este produto e ajudar na sua tomada de decisão.

O que são os Títulos de Capitalização?

Os Títulos de Capitalização são uma forma de poupança criada na década de 30 por uma fórmula simples: a pessoa compra um título, de uma financeira ou banco, e mensalmente contribui para, no fim de um determinado prazo, resgatar o valor acrescido de juros e de correção monetária.

O que precisamos conhecer antes de comprar um Título de Capitalização?

Alguns fatores devem ser avaliados antes de fazer a escolha de um título de capitalização:

  • Prazo de pagamento: se é um título de pagamento único (100% na compra dele), de prestações mensais ou de pagamento periódicos (semestrais, por exemplo) até o final do período de vigência (ou quando decidir sair do plano).
  • Prazo de vigência: é o prazo de duração do plano, e que ao final dele será feito o resgate do valor corrigido.
  • Prazo de carência: período no qual não será permitido o resgate do título – seria um prazo mínimo de aplicação
  • Valor do resgate: nem todos os planos oferecem o resgate de 100% do valor, cada plano tem características que impactam nisso, e com legalidade.

A análise destes fatores é essencial para escolher o plano que melhor se adapta à sua capacidade de contribuir, à sua expectativa de poupar (não resgatar) e o valor final.

Quais os tipos de Títulos de Capitalização que existem?

Existem alguns modelos que se destinam a diferentes objetivos de poupança e ganhos adicionais:

Planos Tradicionais

São os planos que, quando o resgate é feito antecipadamente, o valor a receber é menor que o investido. Ideal para quem realmente não pretende resgatar antes do plano.

Planos de Compra Programada

Nestes planos, você investe e escolhe o que deseja receber no final do prazo de vigência:  valor corrigido ou um determinado serviço.

Por que investir em Títulos de Capitalização invés da Poupança e dos outros Investimentos?

Em que pese a segurança institucional da Poupança, alguns pontos favorecem os Títulos de Capitalização:

  • Eles fornecem uma rentabilidade maior.
  • Por terem um prazo mínimo e descontos decrescentes ao longo do tempo para resgatar, torna-se uma forma mais disciplinada de juntar economias.
  • Os títulos oferecem sorteios, de bens ou dinheiro, ao longo do período em que a pessoa estiver no plano de capitalização.

Além disto, existem diversas opções em empresas seguras como bancos, financeiras, cooperativas e instituições, e como um produto financeiro, os Títulos de Capitalização estão sob a regulamentação e fiscalização do Banco Central

Quando comparamos com Investimentos como Renda Fixa e Tesouro Direto, além de não contemplarem com sorteios, os valores de investimento e prazo de carência para resgate costumam são maiores.

Um cuidado adicional é verificar se o rendimento total do plano está apoiado em um mecanismo que supere a inflação para que sua aplicação no título não perca valor de compra com o tempo.

E um dado importante: apenas uma parte do valor investido é rentabilizada. Isto acontece para que uma parte cubra os custos da administração do plano e outra se destina a bancar os sorteios.

 

Agora que você conhece um pouco dos Títulos de Capitalização, faça uma pesquisa bem detalhada das opções de mercado e você pode ter surpresas.

Por exemplo, Títulos de Capitalização que fazem o bem social, como o Mega Mania, um título de capitalização do Paraná que reverte seus lucros para a Associação dos Amigos do Hospital das Clínicas

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *